Isabella - Em queda livre I


- Você não vai conseguir!

     Isabella havia acabado de contar seu maior sonho à sua mãe. Ela sempre se imaginou nesse momento. Em algum lugar de sua mente estava ocorrendo um avalanche de ideias, emoções e outras coisas na qual ela não conseguia descrever ou entender, pois nunca havia passado por emoções tão fortes antes. Inconscientemente se lembrou de quando havia acabado de completar 9 anos, na que conheceu sua primeira paixão. Na época era totalmente comum ver suas amigas começando a gostar de garotos mais velhos, os olhares trocados entre eles eram cheios de paixão, e suas bocas ficavam-se inquietas esperando o primeiro beijo, e das tantas tentativas de se deixar seu coração viajar por esses caminhos tão incertos, acabou desistindo.
     Mas naquele aniversário finalmente descobriu o seu amor pelos livros. Lembrava nitidamente a leitura do seu primeiro romance, as folhas pareciam despertar um desejo na qual nunca havia sentido com nenhum garoto. As palavras dançavam na sua frente, como se tentassem pregar uma peça, despertando desejos sombrios, que apareceram na sua mente sem nenhum convite, e mais tarde acabou se assustando pensando em assuntos tão proibidos.
- Mãe, eu nunca pedi nada pra você, NADA. Quando eu peço que você me apoie no sonho da minha vida você diz não? Não podia acreditar que aquilo estava acontecendo. Seus olhos estavam queimando de raiva, suas mãos tremiam na tentativa desesperada de que sua mãe talvez pudesse compreender o que estava realmente acontecendo.
 - Sonhos não pagam contas. Você tem tantas coisas que poderia estar fazendo nesse momento, mas está aqui me fazendo perder tempo com suas besteiras. Já ouvi o suficiente pra saber que nunca vou te apoiar com essa sua ideia insignificante.
     Era como se fosse uma facada no seu coração. Ela nunca imaginaria que depois de todo esse tempo sendo uma menina exemplar ela ouviria um ultrage vindo da sua própria mãe.

...

Postar um comentário

0 Comentários